O My Chemical Romance acabou- Tributo

quinta-feira, 27 de junho de 2013.




Ao longo da sua vida, você pode conhecer várias e várias bandas. Você pode se encantar, se apaixonar e se emocionar por várias e várias delas ou ás vezes apenas por uma ou duas. Mas sempre vai existir aquela que vai tocar no fundo da sua alma. Aquela que te desperta um fascínio, uma admiração fora do comum e que quando você escuta, você se sente em outra dimensão. Te teletransporta para lugares incríveis... Te ergue nos seus piores momentos, participa com você da sua rotina, dos seus melhores e piores momentos, te proporciona oportunidades incríveis e amadurece ao seu lado. 

Quando eu me deparei com o My Chemical Romance pela primeira vez, eu senti que havia uma conexão entre nós. Desde o primeiro instante eu decidi que eu gostava. Eu me identifiquei logo de primeira, e soube desde o início que aquela banda seria muito especial para mim. E desde então, passou a ser a minha banda favorita. 

Cresceu & amadureceu comigo. Participou dos momentos mais especiais e fantásticos da minha vida. Me ergueu quando eu estava fraca. Bastava apenas que eu colocasse aquela música... Naquele momento... E tudo dentro do meu coração parecia se consertar. Porque eu sabia que eles estavam lá. Salvando vidas, reconstruindo corações, com apenas a sua melodia maravilhosa. Com suas letras e acordes fantásticos... Isso era o meu remédio. Isso era o meu alívio, o meu refúgio, a minha cura... Isso era tudo que eu precisava para me sentir completa. 

O My Chemical Romance sempre esteve lá para mim.

De alguma forma, eu sabia que o fim iria chegar. Eu sabia que este sonho não iria durar para sempre. Mas eu ainda não estava preparada e acredito que nenhum de nós estávamos. Imagina o quão duro é, ver a banda que sempre esteve ao seu lado se desmanchar? Ver aquela banda que sempre te tocou no fundo da alma, desabrochar? desfalecer? É difícil superar algo totalmente inesperado. É completamente difícil se conformar com o fim de algo que sempre significou muito pra você.

Sabe a sensação de estar em um velório de um ente querido muito importante? É exatamente assim que eu me senti quando soube do fim da banda. É como se o fim da banda levasse uma parte de mim consigo e tivesse deixado apenas um grande buraco, preenchido por um vazio angustiante. Ah, e foram vários e vários dias para eu me conformar. Eu pensei em escrever algo, publicar aqui, mas eu estava fraca demais para isso. E agora foi o único momento em que eu tive forças o suficiente para falar sobre o fim da banda sem chorar. Porque eu realmente não conseguia pensar no My Chem sem chorar. E agora tudo parece suave, calmo e eterno. Eu não choro mais. Não me sinto mais sufocada, embora ainda exista um vazio dentro de mim, eu tenho absoluta certeza de que eu me conformei.

Talvez esse vazio seja causado pela ausência deles ou talvez seja porque de agora em diante eu terei que seguir em frente, sozinha. Mas eu sei que apesar de tudo, eles estarão comigo dentro do meu coração, bombeando junto ao meu sangue e eternamente na minha mente.  É onde eu os guardarei por toda eternidade e nada poderá tirar isso de mim. Se nem o fim da banda conseguiu arrancar isso de mim, quem seria capaz de tirar? O My Chemical Romance é algo que eu vou carregar comigo pra sempre.



Pra sempre.


Obrigada My Chemical Romance. Obrigada por me erguer e continuar me erguendo, mesmo após o fim. Obrigada por ter estado sempre comigo e por me apresentar as músicas mais lindas e extraordinárias que eu já ouvi. Obrigada por ter feito parte de toda a minha adolescência e por continuar fazendo parte da minha vida. Obrigada por ter me confortado nos piores momentos e por sempre me transmitir mensagens maravilhosas, que eu levarei comigo por toda minha vida. Obrigada principalmente por ter me dado a oportunidade de algum dia poder dizer aos meus filhos ou até mesmo aos meus netos, qual foi e sempre será a minha banda favorita.


Obrigada Gerard, Mikey, Frank e Ray.

Obrigada My Chemical Romance. Obrigada por ter existido e por absolutamente tudo.


XoXo


"July Way"



ATENÇÃO: é expressamente proibido copiar este artigo deste Blog. PLÁGIO é crime previsto a lei de 98. Tenha consciência disso e não copie! eu denunciarei os blogs que contiverem meus artigos. 

2 comentários:

Júlia disse...

nossa :( estou contigo... estou no mesmo barco :'(

Andréia disse...

Até hoje não me conformo =(