Carro Fantasma

sábado, 12 de maio de 2012.
Todos já devem ter ouvido algumas lendas ou até mesmo relatos sobre caronas fantasmas.

Mulheres bonitas em estradas desertas pedindo carona, ou até mesmo homens ou professoras fantasmas...
Mas alguém já ouviu falar de motoristas fantasmas ou carros estranhos? Provavelmente não.

Um homem começava trabalhar pela manhã e saía de seu serviço pela noite, essa era sempre sua rotina. Exceto quando a perua que servia de transporte para ele e para outros funcionários, quebrava. Então ele voltava para casa à pé. E foi num dia desses que a perua quebrou e ele teve que voltar para casa à pé. Embora seu serviço ficasse um pouco longe da sua casa, não tinha outro meio. Ele não tinha um carro e nem telefone, pois naqueles tempos a vida era bem mais difícil, e telefone ou carro, era só pra quem era rico, mesmo. Então o homem pegou a estranha e seguiu pelas ruas desertas tranquilamente.

Chegando perto de uma encruzilhada, um grande carro preto parou à sua frente e buzinou. O homem, aliviado pensou "Deve ser algum conhecido, que teve pena de mim e está me oferecendo carona pra voltar pra casa." E alcançou o misterioso carro negro, parando em frente à janela direita do carro. Ele não conseguiu ver o rosto do motorista, estava escuro demais. De repente, a porta se abre cuidadosamente e uma voz sútil e pouco agradável diz baixo, "Entre".

O homem não hesitou. Estava cansado demais pra pensar que poderia ser uma pessoa do mal ou algum assassino e simplesmente entrou no carro, aliviado por ter encontrado alguém que lhe desse carona. Mas no decorrer da viagem, o motorista não respondeu a nenhuma pergunta que o homem lhe fizera e nem o interrogou aonde iria descer. Simplesmente dirigiu o carro como se não estivesse ninguém ali. O homem, é claro, achou aquilo muito estranho, porque nem o rosto do motorista conseguia ver. Mas logo se tranquilizou, pensando consigo, “Este sujeito não pode ser uma má pessoa. Ele é bondoso, pois me deu carona. Apenas não gosta de conversar.”.

A viagem se seguiu por mais tempo do que o normal. O homem preocupado olhou para fora, mas não viu nada além de uma rua estranha cercada por árvores sombrias que nunca havia visto. Suspirou tentando manter a calma e pediu, "Senhor, pode parar o carro, por favor? Onde estamos?". Mas o motorista nada respondeu e continuou a dirigir o carro. O homem irritado deu outro suspiro, e tornou a dizer com mais rispidez. "Senhor, abra agora mesmo esta porta e me deixe sair deste carro!" Mas o motorista novamente nada disse e continuou a seguir viagem. O homem ficou desesperado. Abastecendo-se de coragem, inclinou a cabeça pra frente para olhar para cara do misterioso motorista e o que viu jamais esqueceu em toda sua vida.
Naquele momento ele não conseguiu falar e nem mesmo gritar. Ele apenas fechou os olhos e clamou por ajuda mentalmente. A porta do carro simplesmente estourou, e quando o homem deu por si, ele estava em frente ao portão da sua casa. Ninguém sabe o que o homem viu. Ele nunca conseguiu descrever. O abalo foi tão grande, que ele perdeu até a sua voz e a lembrança da misteriosa carona, o assombra até hoje.


ATENÇÃO: é expressamente proibido copiar este artigo deste Blog. PLÁGIO é crime previsto a lei de 98. Tenha consiência disso e não copie! eu denunciarei os blogs que contiverem meus artigos. 

4 comentários:

YuriPfleger disse...

Olá, novamente, ótima lenda, nunca tinha escutado, lido, essa em lugar algum, muito boa. :)

Anônimo disse...

Olá, bastante interessante seu blog e muito original, é difícil encontrar blogs tão bons quanto o seu. Parabéns. Ah, eu queria deixar uma sugestão, tipo, coloca umas músicas sombrias de fundo e o fundo do blog coloca um Broground preto, é só uma sugestão, até pq o blog é seu. Mas parabéns é divinamente perfeito aqui. ^~^

Anônimo disse...

Poxa eu gostei muiiito do blog!!!
Espero que ele siga em frente...
Que Deus te ajude!
Bjoss Luana!

Juliane Way disse...

Obrigado pela força!
Seja sempre bem vinda ao Blood Lake :))