Exorcismo

segunda-feira, 17 de outubro de 2011.

Exorcismo é o termo designado para um ritual que é executado por uma pessoa autorizada, com o fim de expulsar demônios ou espíritos malignos. O exorcismo pode ser designado também como o ato de expulsar demônios por meio de rezas e imprecações.

EXORCISMO NO CRISTIANISMO
 
No cristianismo o exorcismo (do grego exorkismós, "ato de fazer jurar", e latim: exorcismu) é o ritual ou cerimônia que visa principalmente em esconjurar os espíritos maus os forçando a deixar o corpo da pessoa que se encontra possessa. Quando o exorcismo é empregado para expulsar demônios, é chamado de Exorcismo Solene e deve ser empregado com fórmulas consagradas. Que incluem aspersão de água benta, imposição de cruzes e mãos, conjurações, sinais da cruz, recitação de orações, salmos, cânticos etc. Mas o ritual católico do exorcismo só deve ser executado por sacerdotes que são autorizados pelo bispo, e os padres não devem por princípio acreditar prontamente que uma pessoa se encontra sobre possessão demoníaca.
 
Assim que o padre invoca a sua segurança, e de todos os participantes do exorcismo, ele condena os demônios a não terem poderes sobre qualquer participante ali presente. Perante o possesso que deve se encontrar amarrado para evitar qualquer tipo de agressão. Há evidências e relatos que indicam que os demônios ou espíritos malignos respondem com mentiras às perguntas que o sacerdote lhe perguntam, como por exemplo, o seu nome e a razão da possessão. Os demônios são muito resistentes ao exorcismo por isso o ritual costuma ser muito prolongado. O demônio pode libertar o possesso quando o padre insiste inúmeras vezes e invoca o nome de Deus, Cristo ou todos os anjos. Há também possibilidades do demônio voltar a possuir novamente a vítima libertada e os mesmos procurarem alívio em tratamentos psiquiátricos. Eu relatei aqui também um dos principais exorcismos da história. O Exorcismo de Anneliese Michel uma jovem da Alemanha que acreditou estar possuída por demônios.  


POSSESSÃO 
 
Possessão é um estado em que o corpo de um indivíduo ou sua própria mente, são supostamente possuídos por alguma entidade. Podendo ser um ser, força ou divindade que pode ser malévolo ou benévolo. Esta entidade pode exercer poder e influência sobre suas atividades diárias e sua vida ou em algumas vezes não se manifesta. A possessão pode ser considerada como uma experiência naturalmente psicológica ou social. E pode estar submetida a algum tipo de controle espiritual; em diversas sociedades e culturas, figura como episódio ou experiência central da vida religiosa. A possessão pode ser dividida em quatro categorias.

Encosto

O espírito fica próximo à pessoa, mas a influência é muito pequena. Banhos de sal grosso e água benta, e orações como o Pai nosso e o Credo, podem afastar o espírito. Esses espíritos geralmente são reencarnados que já pertenceram aos antepassados do possuído.

Espírito Opressivo
Esse espírito exerce sobre o indivíduo o fazendo sentir cansaço ou vontade de chorar. Neste caso, recomenda-se que o indivíduo leve consigo junto ao corpo, um saquinho vermelho para neutralizar a presença desse espírito. Também recomenda-se o indivíduo de tomar banhos com água e sal. Mas a leitura do salmo 93, é o mais indicado contra o espírito opressivo.

Obsessão

O espírito pode dominar o indivíduo de forma tão profunda que pode exercer influências muito fortes sobre ele. O indivíduo pode fazer coisas que não fazia antes como não reconhecer mais seus familiares e amigos. Pode também alterar seu modo de falar e interagir.

Possessão demoníaca

Nesta possessão o espírito/demônio toma o corpo da pessoa, fazendo com que se ocorra uma junção de fenômenos simultaneamente. Caracterizado por ruídos, poderes sobrenaturais como deslocar objetos com o poder da mente, falar em línguas desconhecidas etc. Essa possessão pode ter duração indeterminada.

Exorcismo na bíblia

O Antigo Testamento, embora reconheça a atuação do demônio a partir da tentação e da queda de Adão no paraíso, praticamente não alude a uma ação maléfica direta do diabo sobre os homens.

Foi no judaísmo antigo que se atribuíram ao demônio intervenções muito concretas na vida cotidiana. O Livro de Tobias (século II a.C.), de influência assíria, narra um exorcismo praticado mediante a oração e utilização das vísceras de um peixe.

No Novo Testamento, que não apresenta modificações essenciais no que se refere ao exorcismo, o Evangelho de Marcos é o que insiste de maneira mais realista nos exorcismos praticados por Jesus e por seus discípulos. Em certos casos, trata-se de expulsar o demônio do corpo de possessos ou lunáticos. Em outros, da cura de enfermidades atribuídas à ação do demônio. Os evangelistas se servem dessas vigorosas ilustrações para demonstrar a vitória de Jesus sobre Satanás e também para mostrar como seu povo se libertou do pecado. "Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu príncipe será expulso" (João - 12:31). Esses milagres seriam um sinal da instauração do reino de Deus. "Se, porém, eu expulso demônios pelo Espírito de Deus, certamente é chegado o reino de Deus sobre vós" (Mt - 12:28).

VÍDEOS DE EXORCISMOS POPULARES
Exorcismo de Anneliese Michel
Neste vídeo mostra uma pequena parte do exorcismo verídico de Anneliese Michel com fotos e audio. Se quiser conferir a história completa, acesse este artigo




Exorcismo Islâmico
Neste exorcismo, uma jovem islâmica é possuída e sua voz se altera e ela interage de forma agressiva. É imobilizada por diversas pessoas durante o ritual de exorcismo.



Reportagem National Geographic
Neste vídeo um jovem é supostamente possuído por uma entidade demoníaca.



Fontes Principais: Wikipédia, Spectrum Gothic, Apocalipse 2000.


ATENÇÃO: é expressamente proibido copiar este artigo deste Blog. PLÁGIO é crime previsto a lei de 98. Tenha consiência disso e não copie! eu denunciarei os blogs que contiverem meus artigos. 

4 comentários:

Anônimo disse...

nem existe este livro chmado tobias no velho testamento!

Juliane Way disse...

Já leu uma bíblia judaica? rs

Michel Camarão disse...

Ei... falta o INCUBUS e o SUCUBUS
Tem um livrinho chamado O LIVRO DOS DEMÔNIOS que dá uma "organizada" moderna nos demônios e um outro de magia chamado MAGUS (1801) de Francis Barret onde ele identificou alguns demônios; além do tratado de magia e alquimia que é o livro (recomendo).

Juliane Way disse...

Esse artigo não é em especial para abordar sobre demônios. Tem um artigo em que abordo esse tema, é só procurar. E mesmo assim obrigado pela recomendação e comentário :)